23ª Pan-Amazônica do Livro valorizou literatura paraense superando marcas e mitos

“O modelo da Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes é um exemplo que deve ser copiado e levado para todo o País”, enfatizou o presidente da Associação Nacional de Livrarias, Bernardo Gurbanov, que na noite de domingo último (01/09) fez uma análise do evento para a imprensa, tendo ao lado a secretária de Estado de Cultura, jornalista Úrsula Vidal. Afirmou, ainda, Bernardo Gurbanov que a feira é a única nesse molde, inclusive mantendo a estratégia de oferecer recursos aos professores da rede pública para adquirirem livros.

“Esta é a única feira no País que destina R$ 5 milhões para compra de livros por parte dos professores da rede pública. O Credlivro é um exemplo que precisa ser federalizado. Verificamos que uma grande parte dos negócios feitos na Feira, pelos estandes, veio do Credlivro. Isso sim, é democratizar o acesso ao livro e à leitura. Nesse sentido, é o melhor exemplo de modelo vitorioso de Feiras para o Brasil”, enfatizou.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios