Aborto: opção covarde.

Com a discussão sobre o Aborto em voga todo mundo agora tem uma opinião querendo justificar um assassinato. Me respondam: Quantas maneiras de contracepção existem nos dias de hoje? Inúmeras. Aí você fala de estupro. Até aí tudo bem. Pode-se entender o fato da moça não querer um criar um filho do desgraçado que a estuprou. Até aí tudo bem. Mas matar uma criança dizendo que ainda não é uma vida ou dizer que o direito ao corpo é escolha da mulher? Isso não existe. E o direito da criança de nascer? O direito da mulher vai até quando é só o corpo dela. A partir do momento que existe mais uma vida, ela não tem mais direito algum. Se não quiser a criança, doe para criação. Mas não da pra entender que a própria mãe que colocar um fim na existência da criança. Sou espírita. Entendo que a partir da concepção já existe uma criatura ali que espera existir novamente. Mesmo que ela não sinta nada, é inadmissível tirar a vida de uma criança. É só imaginar a mesma com 1 ano de idade. Você tiraria a vida dela? É claro que não. A mulher pode justificar o ato dizendo que não tem condições de criar, que não tem dinheiro. Meus amigos, quantos casos já não vimos que a criança se torna no futuro a sombra que irá acolher a velha mãe no futuro? Deus sempre dá um jeito. Quantos casos de mães que foram expulsas de casa, mas conseguiu criar a criança com muita garra e coragem. Não existe justificativa para tal ato meus amigos. Tenha a criança e doe para outra família. Mas matar esse serzinho é inadmissível. Assim sempre o será. Pois o direito vai até quando chega o direito do outro. E esse serzinho que se desenvolve já um ser. E a vida sempre foi e sempre será sagrada.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios