Alta no preço das passagens aéreas afasta turistas do Círio de Nazaré

A Infraero já prevê uma queda de 9% no desembarque de passageiros este ano na capital paraense. A procura por serviços de agências de viagens também caiu.

O alto preço das passagens de avião para Belém no período do Círio de Nazaré 2018 de Belém do Pará assusta e afasta muitos turistas. A Infraero já prevê uma queda de 9% no desembarque de passageiros este ano na capital paraense. A procura por serviços de agências de viagens também caiu. Algumas passagens chegam a custar R$ 2.500 apenas a ida, segundo pesquisa do Dieese-Pa.

Vem caindo o número de passageiros que cruzaram o portão de embarque do Aeroporto Internacional de Belém nos últimos três Círios, segundo a Infraero. Em outubro de 2015, chegaram de avião 147.902 passageiros nesse período. O movimento diminuiu significativamente em 2016, caiu para 135.860. Em 2017 diminuiu mais ainda, para 133.698, uma queda de 9%.

Passagem de Belém para Santarém ida e volta está custando mais de R$ 1.100 a mais barata, segundo pesquisa do Dieese-Pa. Ainda de acordo com o órgão, o valor da passagem só de vinda para Belém saindo do Rio de Janeiro ou de São Paulo pode chegar a quase R$ 2.500 com a taxa de embarque.

Este ano, o professor João Francisco Guerreiro, que mora em Oriximiná, no oeste do Pará, desistiu da viagem. “Ficou muito caro, muito difícil, nós temos que enfrentar 10 horas de barco até Santarém e depois pegar um avião e demorar mais 1h20 de voo até Belém. Isso dificulta que o romeiro do interior do estado chegue, principalmente do oeste do Pará.

Em Belém, a procura de turistas por serviços oferecidos pelas agências de viagem também caiu. “Vou ser bem otimista, vou falar em 10%. Mas é uma coisa que ainda não dá para fechar. Nós temos aqui solicitações de viagens de Manaus para Belém, por exemplo, e a gente não está conseguindo confirmar em um preço que agrade o nosso passageiro”, diz a vice presidente da Associação de Agências de Viagem Rose Elarrat.

Madalena Eguchi é gerente de uma agência de viagens e diz que nem vende mais os pacotes completos para o Círio, que facilitam a vida do turista, mas pesam no bolso. “Comumente a gente vende aos pedaços, tudo quebrado. Vende só um aéreo, ou apenas o hotel, ou um transfer. Pacote fechado, não vende”, diz.

Luiz Romano fez diferente e se programou com antecedência. O carioca está com os bilhetes comprados desde o ano passado e vem para a festa paraense pela oitava vez, para acompanhar a procissão e sentir de perto a fé na padroeira do Pará. “Estou de malas prontas para viver a alegria do Círio de Nazaré. Desde setembro do ano passado, eu, minha esposa e mais 10 amigos começamos a programar essa viagem maravilhosa”, diz.

Fonte: Globo.com

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos relacionados

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios