Assassino teria convidado o jogador para fazer sexo Assassino

Uma nova fonte resolveu dar seu relato sobre a morte do jogador Daniel Corrêa. De acordo com essa pessoa próxima da família Brittes, Edison Brittes, que confessou ser autor da morte do atleta, ele teria convidado Daniel para ter relações sexuais com a sua esposa, Cristiana Brittes.

“Ele disse que estava muito louco, que convidou Daniel para dormir com a mulher dele. Ele sabia, a mulher também, foi um acordo. E depois que ele viu que realmente os dois estavam juntos na cama ele se revoltou e resolveu matar Daniel”, comentou o entrevistado que não quis se identificar.

A confissão foi divulgada por uma pessoa que conhece um amigo próximo de Edison. De acordo com ela, o empresário ainda teria confidenciado a um amigo que usou drogas antes do crime, como cocaína e “bala”.

“A família tem direito de saber que Daniel não tentou estuprar ninguém, ele realmente foi inocente na história”, disse o entrevistado.

Conversa de Daniel com um amigo:

Conversa de Allana com a mãe de Daniel após a morte dele:

SUSPEITOS

Na manhã desta quinta-feira (08), dois jovens são suspeitos de participar do espancamento e da morte do jogador Daniel, se apresentaram à Polícia Civil de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Ygor King, de 19 anos, e David Willian Villeroy da Silva, de 18 anos, tem mandados de prisão temporária de 30 dias. Além deles, Eduardo Henrique da Silva, de 19 anos, está preso desde ontem pelo mesmo motivo. Este último é primo de Cristiana Brittes.

Fonte:  Massa News

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos relacionados

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios