Com nota acima do ponto de corte, candidatos reclamam de não aprovação na UFPA

Divulgado na última terça-feira (29/01), o listão com os nomes dos classificados no Processo Seletivo 2019 (PS 2019) provocou revolta entre candidatos da Universidade Federal do Pará (UFPA).

O pai de uma caloura do curso de Engenharia Química, que pediu para ter a identidade preservada, conta que a filha teve nota para passar, mas não estava na lista de aprovados.

“Pela nota, minha filha estava aprovada, mas o nome dela não consta na lista divulgada pela UFPA. Mais pessoas estão na mesma condição da minha filha, não se sabe o que aconteceu. Estamos aqui querendo saber o que houve”, questionou.

Os calouros alegam que estavam com resultados acima da nota de corte e mesmo assim não teriam sido aprovados. Cerca de 30 estudantes estão na Universidade reivindicando um posicionamento.

LISTÃO UFPA 2019

Na tarde de ontem, representantes da UFPA e do Ministério Público Federal (MPF) chegaram a participar de uma audiência de conciliação na Justiça Federal. Porém, não se chegou a um acordo sobre o caso que discute os critérios utilizados no processo de 2019.

Uma decisão liminar da Justiça tinha suspendido, na semana passada, a divulgação da lista dos aprovados e proibiu o fracionamento de vagas por semestre. A opção, no momento da inscrição, pela entrada no primeiro ou no segundo semestre já era adotada anteriormente pela UFPA em três cursos. Porém, neste ano, o número de cursos que utilizavam esse critério aumentou para 16.

Assim como em 2018, os paraenses mantiveram a liderança na disputa e ocuparam 7.176 vagas, totalizando 98,49% do número total de aprovados. Dentre os concorrentes de outros estados, o Amapá teve o maior número de aprovações com 37 candidatos, seguido por Tocantins, com 21 aprovados, incluindo o primeiro lugar geral, João Victor de Carvalho Reis.

Fonte: DOL

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos relacionados

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios