Lyoto fala da sua suspensão por dezoito meses no UFC

Lyoto Machida teve um golpe duro fora dos octógonos. Suspenso por 18 meses pelo UFC, após constatar o uso da substância “7-ceto-dehidroepiandrosterona”, conhecida também como DHEA, pela USADA (Agência da Antidoping), o lutador falou um pouco mais sobre o assunto.

2016.11.24 lioto-2

Entrevistado pelo programa “MMA Hour”, na última segunda-feira (21), o brasileiro falou sobre os testes que a USADA vem, fazendo com os lutadores, que estão sendo punidos de forma irracional, segundo o The Dragon.

O ex-campeão dos meio-pesados, realizou o teste na luta contra Dan Henderson, em abril deste ano na Flórida, Estados Unidos.

“Quando o UFC trouxe a USADA, pensei que era para instruir e educar todos os lutadores. Mas em vez disso, eles vieram para punir os lutadores de uma forma muito irracional”, disse.

O carateca jamais teve uma experiência desse tipo, o que frustrou o lutador com a suspensão. Lyoto afirma que não sabia da ilegalidade do DHEA. O lutador só recebeu a lista com o nome de todas as substâncias inapropriadas após sua punição.

“Quero dizer que estou muito desapontado com a USADA, acho que é extremamente injusto, eu pego a culpa por tomar o 7-ceto, que foi a substância proibida, sendo que eu a comprei no balcão de uma loja de suprimentos, quando está declarada em seu rótulo que consiste 60 cápsulas vegetarianas”, continuou.

“Para mim, a USADA não nos deu instruções adequadas, e acho que falharam em nos dar uma educação sobre tudo”, disse Machida. “Eles só me enviaram uma lista apropriada de suplementos proibidos depois que eles decidiram sobre a minha suspensão, então eles me mandaram talvez dois a três dias mais tarde, eles me enviaram a lista dos suplementos para que eu pudesse entender tudo”.

O The Dragon não vê o fim da sua carreira. Para 2017, Lyoto já tem planos. Ele pode voltar aos octógonos em outubro de 2017.

“É a minha vida, quero competir de novo, acho que tenho um monte de coisas para fazer, um monte de coisas para dar aos meus fãs ainda”, disse Machida. “Então eu estarei de volta mais forte Eu estarei de volta melhor e agora é hora de gostar de dentro, de conferir minha academia, de empurrar minha academia mais e dar mais apoio aos meus alunos Mas eu estou sempre treinando, Não importa o que aconteceu na minha carreira, porque o treino é a minha vida, eu sou um verdadeiro artista marcial, meu pai sempre me ensinou que de alguma maneira eu tenho que treinar todos os dias, não importa o que aconteça na sua vida. Minha vida, meu estilo de vida. Então eu treino todos os dias e me sinto muito bem, porque às vezes o treinamento é como meditações para mim, é uma boa fuga para mim para os problemas de tudo” encerrou.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos relacionados

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios