Najila revela novos detalhes da noite com Neymar ao SBT

Najila Trindade revelou novos detalhes do caso com o jogador Neymar, ao jornalista Roberto Cabrini, do SBT. A íntegra da entrevista que começou a ser veiculada pelo canal na última quarta-feira, 5, veio a público nesta segunda-feira, 10, no programa ‘Conexão Repórter’.

A modelo contou que precisou entender o que tinha acontecido, no hotel em Paris. “Primeiro eu tive que assimilar tudo que estava acontecendo. Quando ele saiu do quarto eu comecei a entender o que tinha acontecido, que ele me violentou. Eu sou impulsiva, por mim eu iria na delegacia lá mesmo em paris, mas eu tinha que pensar”.

Segundo ela, “pessoas por trás dele [Neymar], da carreira dele” estão a ameaçando. Questionada como seriam essas ameaças, Najila diz: por “ligações mensagens, as pessoas me vêem e estão me maltratando”.

Uma noite em Paris

Sobre o final do 1º encontro a modelo descreveu como teria sido. “Tinha um corredor, eu vi que ele tava indo embora, eu sai do banheiro e fui em direção ao quarto, ele estava no frigobar, ele se virou, me empurrou e bateu a foto. eu perguntei o que é isso ele desconversou e disse que me mandava a foto. Ele tava o tempo todo zombando da minha cara. Ele achou que ninguém nunca ia acreditar em mim”, disse Najila.

Depois disso a modelo narra que Neymar teria quisto voltar ao quarto de hotel em que ela estava, em Paris, naquele 15 de maio. Mas Najila teria negado o pedido do jogador. “Ele disse que estava muito louco que queria voltar mas eu disse que já tinha tomado remédio e ia dormir”, disse.

“Ele achou que essa história seria só mais uma mulher que estaria inventando calunias dele e ele passaria impune. Mas ele sabe que me agrediu, então porque eu que to armando tudo isso?” questionou Najila e continuou: “Ele quis passar que eu sou uma puta aproveitadora, mais uma vez ele quis me humilhar”, disse a modelo.

“Eu espero justiça, eu acredito porque eu tenho a verdade […] Não faço a minima ideia de quem acredita em mim. Mas quem passou pelo que eu passei eu acho que acredita”, afirmou Najila.

Vídeo

Questionada sobre o vídeo que gravou pelo menos 1 minuto, a modelo disse: “eu precisava provar que eu estive com ele, eu nao tinha como provar que aquelas mãos eram dele, eu estava magoada, revoltada. Ele não ia voltar (ao hotel), eu tive que provocar ele pra voltar, tive que insistir muito. Eu estava a procura de uma prova. Quer dizer, não era prova, eu queria me vingar do que ele fez comigo. Eu sou uma mulher livre e independente, ele me agrediu e me violentou, me violou, eu não ia deixar quieto. Eu não to falando de dinheiro, eu tinha que fazer alguma coisa, eu não tenho honra, eu tenho caráter”, disse Najila.

Ainda perguntada sobre as imagens, Cabrini quis saber até que ponto a modelo achava o vídeo importante. A modelo então afirmou: “Eu não sei, eu não entendo de lei. eu só gravei, agi no impulso. Naquela noite eu não planejei nada, eu tentei fazer ele retornar e não consegui. Então conversei com uma amiga no telefone, tomei remédio e dormi. No dia seguinte que pensei que precisava de alguma prova, alguma coisa que me ajudasse a provar que o que aconteceu tinha acontecido mesmo”.

“Eu não sou uma garota de programa, não foi um acordo, era uma relação, mesmo que por uma ou duas noites, só porque ele é quem ele é, ele achou que ia ficar por isso mesmo. Por isso que eu fico indignada com quem fala que eu quero dinheiro”, afirmou Najila.

Ex-marido

A modelo confessou ainda que em um desentendimento com o ex-marido o feriu com uma facada, mas não quis comentar mais sobre o caso. “Eu usei uma faca, eu não vou mentir, mas não tem nada a ver esse assunto, não quero falar sobre isso”, disse ela a Cabrini.

Mostre mais

Artigos relacionados

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios