Oscar 2019: Lady Gaga brilha entre as estrelas

 

Logo na recepção às celebridades que compareceram à premiação do Oscar, ainda no tapete vermelho, a cantora e atriz Lady Gaga se destacou usando um vestido inspirado na lendária atriz Audrey Hepburn. A cerimônia foi realizada no Teatro Dolby, em Los Angeles, na noite do último domingo (24) e se estendeu até a madrugada dessa segunda feira (26). Logo no inicio do evento houve uma apresentação da banda Queen, com o vocalista Adam Lambert, substituindo Freddie Mercury. Ainda sobre o filme “Bohemian Rhapsody” sobre o vocalista do conjunto, ele foi coroado com quatro Oscars, inclusive um merecido para o ator Rami Malek, que interpreta Freddie Mercury no filme.

O filme “Roma”, biografia do cineasta Alfonso Cuaron, produzido pela Netflix e com elogiada fotografia em preto e branco foi premiado com três Oscars: direção, fotografia e melhor filme estrangeiro, esse filme foi a consolidação das produções da Netflix que, finalmente, são bem recebidas em Hollywood.

O filme “Green Book – o guia” levou o Oscar de melhor filme, ator coadjuvante e roteiro original; Green Book, segundo a crítica, mereceu todos eles, apesar de alguns acharem que parece uma versão masculina de “Conduzindo Miss daisy”, que levou o Oscar de melhor filme, no inicio dos anos 90. Peter Farelly, o diretor de “Green Book”, é mais conhecido pelas comédias que realizou com seu irmão Bob, algumas com grande aceitação como: “O amor é cego”.

O cineasta Spike Lee, que sempre costuma fazer filmes voltados às questões de segregação racial, teve o seu filme “Infiltrado na Klan” premiado com um único Oscar, o de roteiro adaptado.

“Pantera Negra”, filme de super herói da Marvel, levou três prêmios: trilha sonora, figurino e direção de arte, e consagrou a Marvel no número de premiações, ultrapassando sua concorrente DC Comics, que também já levou um Oscar, anos antes, pelo bem produzido “Cavaleiro das Trevas”.

O filme “O primeiro homem”, biografia do astronauta Neil Armstrong, levou o Oscar de efeitos visuais.

Muitos internautas opinaram de forma positiva sobre a mudança na apresentação desse ano que não teve um mestre de cerimônias fixo, mas sim atores e duplas de celebridades. Caso a academia adote esse novo esquema pode até melhorar a audiência na TV americana, que vem caindo nos últimos anos.

Lady Gaga foi apontada, por muitos, como a grande estrela do evento nesse ano, tanto pelo visual do vestido que usou, assim como pelas jóias ou mesmo por sua belíssima interpretação da canção “Shallow”, no piano, ao  lado de Bradley Cooper, que levou o prêmio de melhor canção original. Ela agradeceu no palco com um discurso emocionado. Possivelmente alguns filmes vencedores devem voltar a ser exibidos nos cinemas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos relacionados

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios