Setur conclui cursos de qualificação em Monte Alegre e Barcarena

Monte Alegre – A Secretaria de Estado de Turismo (Setur) conclui, nesta quinta-feira (19), duas turmas de qualificação em dois importantes municípios do estado. Por meio do Programa Estadual de Qualificação do Turismo (PEQTur), na totalidade das duas formações, cerca de 50 pessoas foram capacitadas. Em Monte Alegre, no polo Tapajós, foi realizado o curso profissional de Hospitalidade Turística no Parque Estadual de Monte Alegre (PEMA), localizado na comunidade de Maxirazinho. Já em Barcarena, situada no polo Araguaia Tocantins, foi promovido o seminário “Perspectivas do Turismo no Brasil”, na Sub Prefeitura de Barcarena.

O curso de Hospitalidade Turística consiste em ciclos de palestras que abordam temas como sustentabilidade e empreendedorismo no turismo. O objetivo do curso é levar qualificação e visão profissional voltada para o segmento do turismo receptivo, no qual moradores, pessoas que residem próximas às unidades de conservação, possam bem receber, fornecer informações e interagir de forma adequada com turistas, tornando o passeio agradável e proveitoso.

O curso de Hospitalidade Turística faz parte da ação continuada do projeto “Trilhas e Caminhadas”. Na segunda etapa, serão ofertados os cursos de Panificação, Camareira, Manipulação de Alimentos, Qualidade no Atendimento, Administração de Empreendimentos Comunitários e palestras sobre financiamento. O curso conta com a parceria do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-bio), que tem mobilizado as comunidades, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Universidade Federal do Oeste do Pará(UFOPA).

Setur
Foto: Divulgação/Ascom Setur

Barcarena – O seminário “Perspectivas do Turismo no Brasil” foi executado em parceria pela Setur e Associação Paraense de Recursos Humanos (APRH). O evento integra o projeto “Treinando Habilidades Profissionais” com a finalidade de gerar conhecimento, promover relacionamentos, qualificação e troca de ideias por meio de mesas redondas, palestras e oficinas. Durante três dias de seminário foram 25 horas de atividades destinadas a estudantes, condutores, empreendedores e trabalhadores da cadeia produtiva do turismo.

Para realização do seminário, também, foram apoiadores do evento a Associação Brasileira de Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (ABETA), Corpo de Bombeiros (CBM/PA), Batalhão de Polícia Ambiental (BPA), Amazônia Aventura e SEBRAE/Barcarena.

“Turismo não é uma atividade econômica fácil, porque ele trabalha para atender pessoas numa atividade que é feita por outras pessoas. Então, essa relação tem que ser estabelecida da forma mais cordial e fraterna possível para que você consiga cativar aquele turista e que ele volte sempre ao nosso Estado, trazendo novas pessoas para viver esta experiência dentro da Amazônia”, explica Flávia Lima, gerente de Qualificação Profissional e Coordenadora do Programa PEQTur.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos relacionados

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios